Fazer uma viagem de moto é uma experiência fantástica. Há quem opte por alugar uma moto quando viaja para o exterior, mas para quem não abre mão de levar a própria Harley-Davidson, há a opção de traslado de motos.

Assim, aquela viagem tão aguardada, como percorrer os Estados Unidos de costa a costa, pode finalmente sair do mundo das ideias.

Neste post você vai descobrir como funciona para mandar a sua moto para o exterior usando serviços de traslado aéreo. Continue lendo e descubra tudo sobre o assunto!

O custo do traslado de motos por avião

As companhia de prestam esse tipo de serviço no Brasil o fazem usando exclusivamente aviões cargueiros. Ou seja, você não vai viajar no mesmo avião que a sua motocicleta.

Os custos para esse tipo de serviço variam bastante. Se por acaso você precisar transportar a moto dentro do Brasil, talvez para realizar o sonho de percorrer a Transamazônica, o custo será mais baixo do que para o exterior.

Você provavelmente já viu alguma matéria de jornal ou televisão mostrando como os árabes mais abastados pagam fortunas para transportar seus carros quando viajam de férias. Um serviço de luxo desses pode custar o valor de um carro no Brasil — um carro de valor bem acima dos populares.

A boa notícia é que para motos o valor é bem menor. Além disso, dependendo da sua viagem, você pode se planejar para que a moto chegue em um lugar mais estratégico e que torne o traslado mais barato.

O custo é calculado com base no tipo do veículo e na distância. Os custos nas principais transportadoras podem sair de 2.500 a mais de 25 mil reais.

O transporte da moto na prática

A sua moto seguirá dentro do avião embalada. As partes principais são protegidas por plástico e manta de isopor. Depois disso ela é acondicionada em uma caixa específica (uma espécie de pallet), com as rodas presas em trilhos para que não corra o risco de se deslocar.

O volume da caixa não pode ser maior que do 1,20m para voos domésticos ou 2,40m para voos cargueiros — mas isso é apenas uma curiosidade, não é algo que caberá a você se preocupar.

A moto é considerada como envio de material perigoso pela IATA (Associação Internacional de Transportes Aéreos). Por ser uma moto já usada, o que a Associação diz é que existem resíduos de óleo e combustível no veículo.

Antes de poder enviar sua moto por uma via aérea, você precisará levá-la a uma concessionária, que vai tirar todos os resíduos de combustível e óleo. Além disso, também será preciso retirar a bateria.

Mas fique atento: não é toda concessionária que poderá fazer isso. Você precisará de um documento da concessionária atestando ter realizado o procedimento e se responsabilizando por ele.

Geralmente as transportadoras têm uma lista de concessionárias parceiras para indicar.

Os documentos necessários

Enviar uma moto por via aérea para um destino no exterior requer o mesmo trâmite de documentos para quem envia mercadorias.

Com isso, é obrigatória a liberação da Receita Federal local para o transporte. Ou seja, você vai precisar contratar um despachante aduaneiro (ou agente de cartas) para resolver essa etapa de trâmites entre os diferentes países. Os custos desse serviço é pago à parte do custo da transportadora.

Para você ter uma ideia, para transportar veículos usados é precido do CRLV original com o IPVA pago em dia, além dos seus próprios documentos e, no caso da moto, o atestado da concessionária sobre a retirada de líquidos do veículo.

Se a moto for nova, será preciso apresentar a nota fiscal. Além disso tudo, verifique os documentos que você precisa ter para rodar com sua moto no destino escolhido para a viagem.

Esperamos ter ajudado a esclarecer um pouco como é fazer o traslado de motos para o exterior. Se você é — assim como nós — um aficionado por viajar de moto por lugares incríveis, confira 5 destinos para ir com sua Harley-Davidson!

Deixe um comentário

Veja os cuidados básicos e as consequências do excesso de peso em motos


Ler mais

Conheça o que há por trás da Harley-Davidson Fat Bob 2018


Ler mais

Street Bob 2018: veja o que essa moto oferece de novidade!


Ler mais

Conheça o que há por trás da Harley-Davidson Fat Bob 2018


Ler mais